Você sabe qual a importancia do Pilates na Hipertensão Arterial Sistemica? Saiba como atuar nessa patologia!

Você sabe qual a importancia do Pilates na Hipertensão Arterial Sistemica? Saiba como atuar nessa patologia!

Ocorre o aumento da pressão arterial, ocasionando pelo excesso da ativação da proteína RAC1 e infelizmente é um dos principais fatores de risco para a ocorrência do acidente vascular cerebral, enfarte, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca.

De acordo com a classificação da Sociedade Brasileira de Cardiologia, considera-se um individuo hipertenso com pressão constante > 140 mmHg (sistólica) e > 90 mmHg (diastólica).

A doença ainda sem causa definida, está relacionada a problemas cardíacos, porém não é uma relação direta, há inclusive entre as possíveis causas o sedentarismo, o estresse, má alimentação, entre outras.

No ano 2000 a prevalência da HAS era de 25% e na época estimava-se que para o ano de 2025 seria de 25%. Porém, estudos realizados no Brasil no ano de 2014 apontam que a prevalência atual de hipertensão chega a 32.5% da população.

Um dos fatores de risco para a HAS é o sedentarismo, pois o baixo nível de condicionamento físico aumenta a taxa de eventos casdiovasculares e mortalidade.

 

Os benefícios de uma atividade física

O exercício físico regular produz benefícios para a circulação sanguínea, promovendo maior fluxo de oxigênio para os tecidos. Além disso, diminui as gorduras em geral, controla os níveis de colesterol LDL, fortalece a musculatura favorecendo a dilatação vascular e incrementa a condição cardiovascular do indivíduo.

Os benefícios do Método Pilates

Nesse caso, o Método Pilates para hipertensos tem se mostrado capaz de gerar efeitos favoráveis essa população. Além de melhorar o condicionamento físico, previne doenças cardiovasculares e diminuir situações de estresse, ansiedade e nervosismo, garantindo segurança, bem-estar e qualidade de vida.

O Aluno realiza exercícios de baixa à moderada intensidade, conforme ritmo e limites de cada um, sem elevar a pressão arterial.

O trabalho respiratório faz com que o aluno aprenda a forma correta da respiração, o que ajuda a prevenir a apnéia.

Contribui diminuindo o nível de estresse.

Além de combater os fatores de risco em alguns casos, ajuda na redução de medicamentos.

Verificamos que a prática do Método atua diretamente no sistema cardiovascular, capacitando o indivíduo na realização das suas atividades de vida diária com maior facilidade e qualidade de vida.

Há muitas vantagens adquiridas ao praticar o Método para hipertensos, porém é importante lembrar que para os alunos obter esses benefícios é necessário seguir os princípios do Método: concentração, controle, centro, movimento, respiração e precisão.