Como atuar com o Pilates em mulheres no período pós operatório de câncer de mama.

Como atuar com o Pilates em mulheres no período pós operatório de câncer de mama.

O câncer de mama é uma doença crônica degenerativa, que atinge homens e mulheres por volta dos 35 anos de idade. É um mal que se desenvolve com rapidez, sendo um dos maiores responsáveis pelos índices de mortalidade feminina do Brasil.

A submissão aos tratamentos invasivos costuma ter consequências psicológicas devastadoras, sobretudo para as mulheres. A retirada da mama, símbolos de sexualidade e feminilidade, costuma deixar as pacientes aflitas e inseguras com o próprio corpo e o Pilates pode representar um recomeço de vida para estas mulheres.

Em qualquer fase da recuperação os exercícios do método proporcionam suaves recomeço às atividades físicas. O Pilates é capaz de restabelecer a conexão entre mente e corpo, incentivando os movimentos conscientes de cada membro e enfatizando a sensação obtida. Assegurando-se de que o instrutor é capacitado profissionalmente e que tem conhecimento sobre recuperação cirúrgica, ele pode fazer um programa específico para o paciente que está passando por este processo.

Principais disfunções do CA de mama.

Fadiga muscular

Fraqueza muscular

Perda da massa muscular

Diminuição da amplitude do movimento do ombro

Dor

Complicações pulmonares

Neuropatia

Linfedema

Beneficios do Pilates no CA de Mama

Alivio de dores musculares

Eliminação de toxinas

Facilitação da drenagem linfática

Conexão entre o corpo e mente

Melhora a postura e resistência muscular

Fortalecimento muscular

Como trabalhar o método em pacientes no período pós-operatório

Após a cirurgia da mama, os movimentos de ombros e braços podem ser restringidos. Com a prática progressiva do Pilates, o paciente aumenta lentamente a amplitude de movimento, respeitando o seu limite e restaurando a confiança em si mesmo.

Nos primeiros passos, ensina-se ao paciente como retomar a postura ereta. Em seguida, através do reforço de volta dos exercícios, são passados exercícios de fortalecimento, para que o indivíduo seja capaz de manter essa postura.

Os exercícios de alongamento e fortalecimento específicos do Pilates são executados de forma dinâmica e progressiva, sem impacto e sem oferecer riscos à paciente, que já se encontra muito debilitada em virtude de todo o tratamento cirúrgico e do tratamento complementar

Contraindicações

Inicialmente os exercícios de Pilates selecionados devem levar em consideração as debilidades apresentadas pela paciente, evoluindo gradativamente a dificuldade dos exercícios.

São realizados inicialmente exercícios de nível básico para a paciente conhecer a técnica, adaptar-se aos aparelhos e aos exercícios, associando-os aos princípios do Método Pilates. Com o tempo pode-se inserir os exercícios de nível intermediário e avançado, de acordo com a evolução da paciente.